[ editar artigo]

“Seychelles te Espera”: ação digital e a reabertura do turismo internacional

“Seychelles te Espera”: ação digital e a reabertura do turismo internacional

Do dia 30 de março a 1° de abril, ocorreu o evento virtual “Seychelles te Espera”. Em painéis de 20 minutos, agentes de viagens e operadores brasileiros puderam conhecer as diferentes opções em hotelaria e tiveram acesso a vantagens e condições exclusivas para oferecer ao público uma retomada segura ao turismo em Seychelles ao longo de 2021.

A ação digital ocorreu na plataforma Bureau Mundo e contou com a participação de representantes do escritório de turismo de Seychelles (na sigla em inglês, STB), hotéis e DMCs (empresas que fornecem serviços, recursos e conhecimentos especializados no destino, em áreas como eventos, atividades e passeios para outras empresas) que operam no destino.

Entre os participantes estão: Anantara Maia Seychelles Villas, Constance Hotels, Creole Travel Services, Four Seasons Resorts Seychelles, Hilton Hotels, JA Enchanted Island Resort, Mason’s Travel, Paradise Sun Hotel, Raffles Seychelles, Six Senses Zil Pasyon, Summer Rain Tours e 7 South.

As DMCs elaboraram ofertas especiais com experiências exclusivas, excursões pelas diversas ilhas do arquipélago, transportes terrestres e em barcos, receptivo personalizado e atividades customizadas de acordo com o perfil do viajante. 

Além disso, as principais companhias aéreas internacionais estão reforçando suas operações de voos para o destino saindo do Brasil: a Emirates tem voos cinco dias por semana via Dubai, com embarque em São Paulo, e a Turkish Airlines (uma das melhores conexões para Seychelles) tem três voos semanais via Istambul, também partindo de São Paulo.

Reabertura para o turismo

Segundo a Secretaria de Turismo do local, Seychelles pretende receber todos os visitantes internacionais. Os turistas não precisarão cumprir quarentena ou estarem vacinados, mas terão que apresentar teste PCR-RT negativo para Covid-19 feito em até 72 horas antes do embarque.

As autoridades do arquipélago dizem que a decisão foi tomada em meio ao sucesso da campanha de vacinação do país. No mês passado, o presidente, Wavel Ramkalawan, disse que cerca de 70% da população de 100 mil habitantes foram imunizados.

O presidente afirmou que a nação insular alcançaria, portanto, "imunidade de rebanho", que é quando um número suficiente de pessoas em uma comunidade (normalmente cerca de 50% a 90%) torna-se imune a uma doença contagiosa, diminuindo a probabilidade de sua propagação.

Em uma coletiva de imprensa no dia 4 de março, o Ministro das Relações Exteriores e Turismo de Seychelles, Sylvestre Radegonde, ressaltou que abrir as fronteiras aos viajantes internacionais é um passo importante para permitir a recuperação econômica do país.

Como muitos outros países dependentes do turismo, a economia das Seychelles foi duramente atingida pela pandemia. Uma queda de 70% nas chegadas de turistas fez com que suas receitas de turismo caíssem 61% em 2020  (em comparação com o ano anterior).

Em janeiro, as Seychelles deram o primeiro passo para reviver sua indústria do turismo ao anunciar que os viajantes que haviam recebido a vacina contra a Covid-19 poderiam visitar o país. Segundo um comunicado à imprensa, a nação insular foi o primeiro país africano a iniciar um programa de vacinação.

A última decisão das Seychelles torna ainda mais fácil para os viajantes visitarem suas 115 ilhas. Ainda de acordo com as autoridades, os turistas não enfrentarão restrições sobre onde podem viajar nas Seychelles, e o país eliminou os requisitos de estadia mínima que exigiam uma estadia de pelo menos dez dias em alguns resorts.

Os viajantes ainda precisarão manter o distanciamento social e usar máscaras faciais e álcool em gel, porém. Apenas turistas da África do Sul não poderão entrar nas Seychelles. 

Seguro e acomodação para viajantes

Antes de partir para o arquipélago, toda a sua estadia deve ser coberta por um seguro médico e de viagem. Para sua segurança, a autoridade de saúde pública verificará se suas acomodações foram reservadas em uma instalação certificada.

A experiência de turismo seguro é essencial, por isso as Seychelles desenvolveram uma força-tarefa e um sistema de certificação para verificar os protocolos de segurança, chamados de Certificação de Turismo Seguro para provedores de serviços da indústria. 

O crachá verde facilmente reconhecível demonstrará aos hóspedes que uma empresa adotou protocolos e padrões de higiene e saúde exigidos pelo departamento de saúde pública. 

Vale lembrar que, antes do embarque, os turistas são obrigados a enviar por e-mail os certificados de resultado negativo do teste, detalhes das acomodações e do voo para a Autoridade de Saúde Pública das Seychelles em visitor@health.gov.sc.

E você, o que acha da reabertura de Seychelles? Deixe seu comentário!

Agente de Valor
Ler conteúdo completo
Indicados para você