[ editar artigo]

Belo Horizonte e Fortaleza são eleitas como cidades criativas pela Unesco

Nesta  sexta-feira (30/10), Belo Horizonte (MG) e Fortaleza (CE) entraram para o rol da Rede de Cidades Criativas da Unesco.

As capitais foram reconhecidas pela entidade por basearem o desenvolvimento sustentável através da culinária e do design, respectivamente. Diante disso, ao conquistarem o título, os destinos têm a oportunidade de participar de projetos estratégicos em âmbito internacional. Além disso, poderão fomentar a indústria criativa local de forma sustentável e inclusiva.

Em junho deste ano, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, se reuniu com diretores da Unesco, em Paris, para reforçar e apoiar a candidatura das duas cidades. Além de Fortaleza e Belo Horizontes há outras regiões turísticas brasileiras concorrendo a títulos mundiais.

De acordo com o ministro, o reconhecimento dá a oportunidade de desenvolvimento para novos produtos e destinos turísticos.

“Este título dará desenvolvimento turístico, econômico, cultural e social à estas localidades. Ele é um instrumento que afeta diretamente a qualidade de vida das cidades, criando soluções criativas de melhorias locais. O turismo tem muito a ganhar com isso”, destacou.

O presidente da Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur), Gilberto Castro, destacou a conquista. Para ele, o título que Belo Horizonte conquistou foi construído a partir da coletividade. Além disso, parabenizou os atores da Gastronomia que conseguiram resumir, em um dossiê, todos os atributos da cidade.

"São feiras, chefs renomados, restaurantes, pratos típicos, além de políticas públicas voltadas para a segurança alimentar, tudo isso formando a base desse título. É um reconhecimento internacional da nossa criatividade gastronômica como motor de desenvolvimento sustentável. Portanto, cabe a nós, agora, fazer com que essa riqueza se consolide em uma estratégia impulsionadora de crescimento, dinamismo, formação, inclusão, sustentabilidade e também do orgulho de ser belo-horizontino. Hoje, Belo Horizonte e seu DNA gastronômico firmam-se como exemplo diante do mundo”, afirmou.

Títulos brasileiros

No Brasil, outras oito cidades já contavam com o título: Belém (PA), Florianópolis (SC) e Paraty (RJ), no campo da Gastronomia; Brasília (DF) e Curitiba (PR), no do Design; João Pessoa (PB), em Artesanato e Artes folclóricas; Salvador (BA), na Música; e Santos (SP), no Cinema.

Leia também: Ouro Preto Travel: agência trabalha com roteiros diferenciados em Minas

Para o secretário municipal de Turismo de Fortaleza, Alexandre Pereira, o reconhecimento pela Unesco é um motivo de orgulho. “Estamos aqui fazendo um trabalho muito intenso no turismo e sempre com foco muito grande na cidade, tornando-a sempre melhor para o fortalezense. Fortaleza sendo colocada no mundo como cidade criativa só fortalece todas as estratégias de turismo que estamos fazendo, porque o turismo de experiências tem tudo a ver com cidades criativas. É o fortalecimento do vínculo cultural criativo que a cidade tem com as pessoas e com o mundo. Então, Fortaleza tem se colocado no mundo dessa forma, uma cidade criativa, afetiva e cordial. ”

 

 

 

 

 

Agente de Valor
Ler matéria completa
Indicados para você