[ editar artigo]

Uma aventura pela Ilha do Mel

Uma aventura pela Ilha do Mel

Estivemos eu e mais uma amiga na Ilha do Mel, passamos 4 dias nesse lugar encantador...Vou contar um pouquinho da nossa experiência.

Fomos de ônibus da Viação Graciosa, embarcamos em Curitiba rumo a Pontal - Ilha do Mel, pagamos em torno de R$45,00 a passagem de ida e R$40,00 a de volta. É uma viagem de entorno de 2h30. Chegando no embarque compramos o bilhete da travessia “Pontal do Sul / Ilha do Mel” que custa R$35,00 que equivale a ida e volta. Para quem vai via Paranaguá também tem uma opção que custa em torno de R$53,00.

A travessia Pontal / Ilha do mel dura em torno de 30minutos. Uma dica para os que se enjoam fácil, não comam antes de ir pois o barco balança. A Ilha tem dois destinos Nova Brasília e Encantadas, e foi nessa que desembarcamos. Descemos no trapiche rumo a pousada que ficamos hospedadas, Pousada Caraguatá, fica a 50mt do desembarque, pousada acolhedora, aconchegante, quartos super agradáveis, limpos, jardins por toda parte, acesso gratuito à internet sem fio (Wi-Fi), TV via satélite, frigobar, ar-condicionado. O café da manhã é simples, mas muito saboroso, conta com opções de bolo, pães caseiros, queijos, variedades de frutas, chás, café, achocolatado, iogurte etc. nós duas por exemplo comemos muito kkk uma coisa mega importante, a Pousada oferece cadeiras e guarda sol caso algumas cabeças ‘avoadas’ como nos duas esquecem de levar.

No primeiro dia da nossa chegada deixamos nossas coisas no quarto e fomo direto para a praia “Gruta das Encantadas”, é uma caminhada leve de uns 5 a 10min(depende da velocidade que você anda), chegando lá deixamos nossas coisas na praia e fomos conhecer a gruta e molhar os pezinhos, como chegamos na Ilha ja era um pouco tarde, depois de deixarmos as bolsas, trocamos de roupas e comemos, fomos a praia com o intuito de ver o Pôr do Sol, porém as cabeçudas aqui não sabiam que o Sol se põe do outro lado da ilha, lá onde nós desembarcamos. Resumo: Perdemos o Pôr do Sol.

No segundo dia as metidas a nativas e atletas resolveram dar a volta pela Ilha andando. Acordamos, tomamos um café da manhã caprichado e saímos rumo ao desconhecido (para nós duas era). Calçamos nosso chinelo, passamos protetor, colocamos nosso chapéu, arrumamos nossa bolsa e fomos! Foi uma caminhada de 4 horas em média, passando pela Praia Mar de Fora, Morro do Sabão, Praia do Miguel, Praia Grande (Foco nessa praia, gente que lugar lindo) subimos uma escada gigantesca que paramos umas 4 vezes para descansar, mas por fim chegamos no Farol, paramos, descansamos e seguimos... até chegarmos a Nova Brasília, paramos em uma lanchonete, tomamos água e seguimos viagem. Íamos voltar a pé, porém meu pezinho de Cinderela já estava com bolhas de tanto andar e decidimos voltar de barco. Pagamos na volta de Nova Brasília até o trapiche de Encantadas um valor de R$15,00 e durou uns 15/20 minutos, foi um passeio de barco super lindo. SIM pessoal, atravessamos a ilha e não fomos até a Fortaleza, pois estávamos ‘cansadas e voltaríamos no outro dia’, a Fortaleza está até agora esperando nossa visita, e a gente esperando visitar ela HAHA.


No terceiro dia adivinhem? Isso mesmo pessoal, depois de um dia lindo e ensolarado: CHUVA. Passamos o dia deitadas assistindo filme e comendo, esqueci de mencionar mais uma qualidade da Pousada, tem várias opções de filmes em DVD para levar para o quarto assistir, tem livros e revistas também. Saímos do quarto de dia apenas para comprar açaí no Bob Pai Bob Filho, compramos e voltamos para comer na cama quentinha. A chuva deu uma trégua no final da tarde e fomos tentar ver o Sol se pondo, pegamos nossa cadeira oferecida pela Pousada, sentamos na beira da praia, porém sem sucesso, nada do sol. A noite fomos convidadas para o churrasco no vizinho, sim gente, fomos comer com os vizinhos, afinal, quem nega um convite para comer hein? hein?

No quarto dia, dia de dizer tchau pra esse lugar lindo...aproveitamos que a chuva tinha dado uma trégua e fomos visitar a Bacia da Sereia, seguimos por um carreirinho com medo de aparecer algum bicho e pegar a gente, seguimos que nem olhamos para o lado, fomos em rumo a tal Bacia, andamos no meio de umas pedras bem perigosas e escorregadias no meu ver, andamos cerca de uns 15 minutos até chegarmos, é lindo, dependendo do ponto de vista que você olha, eu imaginava pelas fotos que era gigante, mas não, é bem pequena, mas é bem lindo o lugar. Na volta fomos pegar o chinelo que arrebentou e deixamos para trás, e a maré estava subindo, então aconselho a ir bem cedo, que ela está mais baixa e é menos perigoso. Voltamos para o quarto, arrumamos as coisas e fomos almoçar. Pagamos em torno de 50 reais um almoço para duas pessoas com camarão e peixe, estava uma delícia. Outra dica, como fomos em baixa temporada e dia de semana, tinha poucas opções para comer a noite, então se você está com vontade de comer em tal lugar e aquele lugar está aberto, comam, pois no dia seguinte pode estar fechado.

Enfim, essa foi um pouquinho da nossa experiência, espero que tenham gostado.

Agente de Valor
Ler conteúdo completo
Indicados para você