[ editar artigo]

Turistas Internacionais diminuíram em 5% na América do Sul, aponta OMT

A Organização Mundial do Turismo (OMT), divulgou hoje o Relatório do World Tourism Barometer, que analisa o movimento do Turismo Internacional durante o primeiro semestre de 2019.

Em geral, as chegadas de turistas internacionais cresceram em 4% de janeiro a junho de 2019, em comparação com o mesmo período do ano passado. Ou seja, os destinos em todo o mundo receberam 671 milhões de turistas, quase 30 milhões a mais que no mesmo período de 2018.

As regiões com maior crescimento em turistas internacionais foi o Oriente Médio (+8%) e Ásia (+6%). Já na Europa, o crescimento foi de apenas 4%, enquanto na África (+3%) e nas Américas (+2%) tiveram um desempenho mais moderado.

No levantamento, a América do Norte e a América Central cresceram em (+2%) e (+1%) respectivamente, enquanto a América do Sul (-5%) recuou no número de recebimento de turistas.

Leia Também: Após isenção de visto, julho registra o maior gasto de estrangeiros no Brasil

De acordo com a OMT, o semestre negativo na América do Sul é resultado, em parte, pela diminuição no número de viagens à Argentina. O relatório também pontuou uma diminuição no número de gastos com despesas dos turistas no Brasil (-5%) e no México (-13%). Os resultados refletiram na situação mais ampla das duas maiores economias da América Latina.

Além disso, em geral, a OMT aponta que os indicadores econômicos, a incerteza prolongada sobre a Brexit, o aumento dos desafios geopolíticos, comerciais e tecnológicos começaram a afetar a confiança de empresas e consumidores. Sendo assim, afetando o movimento de turistas mundialmente.

Agente de Valor
Ler matéria completa
Indicados para você