[ editar artigo]

TripAdvisor encerra venda de ingressos de atrações com baleias e golfinhos

O TripAdvisor deixará de vender ingressos para atrações que utilizem baleias, golfinhos e botos. De acordo com comunicado, a empresa tampouco gerará receita desses produtos que contribuem com o cativeiro de futuras gerações de cetáceos.

Como resultado, qualquer instalação comercial que produza ou importe cetáceos para exibição pública será proibida de venda no TripAdvisor e na Viator.

Assim, os produtos atualmente à venda e que violarem as novas regras serão removidos nos próximos meses, com a política em vigor até o final de 2019, promete a empresa. Contudo, a nova política não se aplicará a santuários à beira-mar que prestam atendimento a cetáceos já em cativeiro.

A companhia classifica esses espaços como "um corpo natural de água costeira, como uma baía ou enseada, que abriga cetáceos o mais próximo possível de um ambiente natural.  E, ao mesmo tempo, fornece proteção e supervisão de pessoal veterinário e de criação qualificado".

Embora não tenha mencionado nomes, os parques do SeaWorld são conhecidos mundialmente pelas atrações com cetáceos. Contudo, há outros empreendimentos em diversas partes que vendem esse serviço, como X-Caret  (Cancún, México), Zoomarine (Algarve, Portugal), Loro Parque (Tenerife, Espanha), entre outros.

Para chegar a esse resultado, o TripAdvisor afirma que realizou consultas com diversos especialistas. Por exemplo, biólogos marinhos, zoólogos e conservacionistas. “O TripAdvisor continua seu compromisso de melhorar o bem-estar dos animais globalmente, particularmente dos animais no turismo”, destaca o comunicado.

TripAdvisor estende política

Ainda de acordo com o TripAdvisor, a extensão da política também leva em consideração que, “embora seja possível impedir as gerações futuras de cetáceos de uma vida em cativeiro, para aqueles que já estão em cativeiro, a situação é diferente. Para a maioria da população atual de cetáceos, a liberação para a natureza não é uma opção realista".

Assim sendo, a política inclui várias estipulações destinadas a proteger também as necessidades, a segurança e a saúde dos cetáceos atualmente em cativeiro", completa.

“A extensa evidência apresentada a nós pelos especialistas foi convincente. Baleias e golfinhos não prosperam em ambientes limitados em cativeiro. Esperamos ver um futuro onde eles vivem como deveriam - livres e em estado selvagem", diz Dermot Halpin, presidente de Experiências e aluguéis do TripAdvisor.

"Acreditamos que a atual geração de baleias e golfinhos em cativeiro deve ser a última, e esperamos ver essa posição adotada mais amplamente em toda a indústria de viagens", completa ele.

Agente de Valor
Ler conteúdo completo
Indicados para você