[ editar artigo]

Suíça: muito mais que o melhor chocolate do mundo

Suíça: muito mais que o melhor chocolate do mundo

  Pequena em extensão territorial, mas enorme em atrativos, a Suíça é um destino da Europa que une modernidade, tradição, belas paisagens e segurança. A pandemia mundial de Covid-19 trouxe uma mudança de comportamento no turismo.       Com o agravamento da situação em algumas regiões, determinados destinos mantiveram seus aeroportos e demais entradas fechadas, limitando o leque de opções para viagens, principalmente internacionais. 

  Devido ao avanço no processo de vacinação, a Suíça abriu novamente a entrada para turistas que já tenham tomado as doses das vacinas regulamentadas pela OMS, que são: Pfizer/BioNTech; Moderna; Janssen (dose única); AstraZeneca; Sinovac (Coronavac); Sinopharm e Serum Institute of India, entre outras, que entraram na lista da organização. A nova regra não exige que seja realizado o teste PCR e nem a quarentena de 14 dias. A única restrição é em relação a pacientes que já contraíram a doença ou quem não foi contaminado e ainda não recebeu o imunizante.

    Pronta para receber turistas, a Suíça é aquele destino que oferece passeios para os mais variados tipos de viajantes. Cercado por montanhas, o país tem lagos que podem ser aproveitados no verão e no inverno. Nas baixas temperaturas, a maioria dos lagos e lagoas estão congelados, dando um charme único à paisagem. Então, recomenda-se passeios para prática do esqui, assim como conhecer as hospedagens nas montanhas com vistas para os famosos Alpes Suíços. Zermatt é um vilarejo com mais de  300 km de pistas de esquiagem, além disso, a vila tem vista para o monte Matterhorn, um dos mais famosos dos Alpes. Quando o termômetro sobe e os lagos descongelam, além de ficarem com uma coloração que lembra as águas do Caribe, é possível nadar neles. Muito procurado no verão, o lago Caumasee fica próximo a Flims, uma comuna com restaurantes e bares à beira do lago. 

     Quando ouvimos falar da Suíça é normal relacionarmos automaticamente ao famoso chocolate suíço. Essa fama não é à toa. O país se preocupou em criar um produto de qualidade desde 1906. Os produtores de chocolate da região criaram a Convention chocolatière suisse, uma espécie de instituição que tinha como objetivo assegurar a qualidade do produto. Anteriormente, em 1879, um produtor suíço de chocolate chamado Daniel Pete teve a ideia de acrescentar leite condensado à receita, inventado pelo químico Henri Nestlé. Por essas razões, os chocolates suíços ficaram conhecidos no mundo inteiro. Vale lembrar que a Nestlé é uma empresa suíça e a fábrica, que fica na cidade de Broz, pode ser visitada. Além da Nestlé, a fábrica da marcas Lindt e Läderach também ficam abertas para visitação. 

    Além do chocolate, outra iguaria da culinária suíça são os queijos. O verdadeiro queijo suíço, na verdade, se chama Emmental. A produção é regulamentada e supervisionada trazendo um selo de qualidade “Emmentaler Switzerland”. Todo o processo de criação do queijo deve seguir a tradição. Outros tipos de queijos espalharam pelo mundo com base semelhante ao Emmental, mas foram adicionadas modificações na receita para alcançar mais paladares. 

        Outro ponto que atrai turistas e imigrantes para a Suíça é a segurança do país. Conhecer um destino que foi considerado um dos países mais seguros do mundo é reconfortante. Além das belas paisagens, como os Alpes Suíços cobertos de neve, dos lagos azuis e florestas de pinus, as movimentadas cidades de Genebra e Zurique oferecem conforto e tranquilidade. É possível conhecer museus, parques, praças e demais pontos turísticos das duas maiores cidades do país sem se preocupar o tempo todo com aspectos que outros destinos turísticos exigem. 

    A BWT Operadora tem pacotes para esse destino que une os melhores atrativos de uma viagem em um lugar só. Acesse o site bwt.operadora.com.br e conheça as condições.

 

Agente de Valor
Ler conteúdo completo
Indicados para você