[ editar artigo]

Parques ganham isenção de imposto definitiva para importação de equipamentos

Os parques temáticos e aquáticos no Brasil acabam de ganhar a isenção permanente de imposto de importação de equipamentos para os empreendimentos no país.

A medida foi aprovada por unanimidade na reunião plenária do Comitê Técnico do Mercosul, e publicada no Diário Oficial na União na última quinta-feira (24). A iniciativa era tratada pelo Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas, o Sindepat.

O setor fatura mais de R$ 3 bilhões por ano no Brasil, recebe 30 milhões de visitantes, gera mais de 15 mil empregos diretos e 100 mil empregos indiretos, segundo o Ministério do Turismo.

De acordo com o ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antônio, os profissionais poderão aproveitar e contribuir para o incremento do turismo, graças à isenção de imposto.

“Nossos parques já figuram como um dos principais destinos latino-americanos. Eles são âncoras econômicas nos locais onde estão instalados, induzindo o desenvolvimento e gerando empregos e renda para a população”, diz ele.

O presidente do Sindepat, Murilo Pascoal, portanto, espera uma virada na história dos parques e atrações turísticas no país.

Desse modo, estimulando os investimentos, a renovação e o surgimento de novas instalações. “Temos acreditado no Brasil como a próxima fronteira de desenvolvimento dos parques. Mas, para isso se concretizar, era fundamental contar com a mudança”, afirma.

“O imposto chegava a mais que dobrar o valor de equipamentos e isso bloqueou por muitos anos o desenvolvimento, no Brasil, do setor de entretenimento familiar, um dos que mais movimenta viagens de lazer ao redor do mundo”, finaliza o presidente.

Agente de Valor
Ler conteúdo completo
Indicados para você