[ editar artigo]

Padronização da vacina para COVID-19 e a saúde do viajante

Padronização da vacina para COVID-19 e a saúde do viajante

A maioria dos destinos tem obrigatoriedade de vacinação. Estudos epidemiológicos apontam que cerca de 20% a 70% dos viajantes, tanto turistas quanto trabalhadores que se deslocam para regiões diferentes de seu país ou outras regiões do mundo  relatam algum problema de saúde associado a sua viagem. Os riscos de adoecimento dependem do estilo, duração e itinerário da viagem. 

Esse assunto nunca esteve tão em alta, pois a preocupação crescente, em todo mundo com o coronavírus trouxe à tona essa questão.

Como resposta à pandemia de COVID-19, uma gama de vacinas está sendo desenvolvida, usando várias tecnologias e plataformas para trazer mais confiança e segurança na hora do embarque.

Como ficam as viagens enquanto as vacinas estão em fase de teste

Para impedir a disseminação do vírus, novos protocolos de saúde e segurança foram implementados. Além disso, o cancelamento total ou parcial de voos também foi uma medida adotada pela maioria dos países.

Como a principal ação de contenção da curva de contaminação do coronavírus disponível até o momento é o isolamento social, as viagens em massa estão inviabilizadas.

Por outro lado, muitos países que já enfrentaram o pico do surto da COVID-19 começaram a reabrir suas fronteiras, inclusive para turistas internacionais. De forma gradual, as atividades turísticas estão sendo retomadas.

No entanto, é importante frisar que o perigo ainda não passou. Enquanto não houver imunização efetiva, os protocolos rígidos de segurança e saúde deverão ser cumpridos para evitar uma segunda onda de disseminação em países que já enfrentaram o pico na curva de contaminação, por exemplo.

Mudanças no setor de Turismo

Várias mudanças estão ocorrendo no setor de turismo. Os cuidados pessoais, bem como as medidas adotadas por empresas ligadas ao segmento estão no topo da lista. 

Mostrar ao cliente que a empresa se preocupa com a atual situação não significa apenas mostrar empenho na luta contra a COVID-19, mas também conscientizar a população a adotar suas próprias mudanças de comportamento.

Com a pandemia, os destinos internacionais deixaram de ser a principal opção para os turistas, aumentando assim a procura pelo turismo doméstico.

Quando o assunto é viagem, todos os envolvidos passarão por mudanças profundas durante a pandemia. As empresas ligadas ao setor precisam se adaptar para continuar oferecendo seus serviços em um momento tão delicado, visando a saúde e bem-estar de seus clientes.

Nos hotéis e pousadas, o check-in será virtual, a mala passará por uma esterilização antes de ser levada para o quarto e o hóspede avisará sobre suas preferências gastronômicas.

Além disso, o sucesso do setor de Turismo dependerá também do comportamento dos próprios turistas, uma vez que as pessoas precisam seguir à risca os protocolos de segurança e saúde. 

Com a colaboração de todos, a retomada do turismo será promissora, o que é ótimo para a economia e para os viajantes.

Agente de Valor
Ler conteúdo completo
Indicados para você