[ editar artigo]

O que Jair Bolsonaro disse sobre o turismo na Assembleia da ONU

O presidente Jair Bolsonaro fez seu primeiro discurso na Assembleia Geral da ONU, em Nova York, nesta terça-feira (24). Entre muitos temas e polêmicas abordadas, como a Amazônia, a segurança e a "ideologia socialista" no Brasil, o mandatário falou brevemente sobre o turismo.

Após defender que Amazônia está “praticamente intocada”, Bolsonaro convidou pessoas de todo mundo a conhecerem o Brasil. Ele afirmou que o país está “mais seguro e hospitaleiro”.

Além disso, relembrou a isenção de vistos para Estados Unidos, Japão, Austrália e Canadá, decisão que não conta com reciprocidade dessas nações. Sugeriu também adotar uma posição similar com a China e Índia, os dois países mais populosos do mundo.

“Com mais segurança e com essas facilidades, queremos que todos possam conhecer o Brasil, e em especial, a nossa Amazônia, com toda sua vastidão e beleza natural”, afirma.

Bolsonaro também garantiu que a Amazônia divulgada “mentirosamente” pela mídia é diferente da que ele enxerga.

“Ela não está sendo devastada e nem consumida pelo fogo, como diz mentirosamente a mídia. Cada um de vocês pode comprovar o que estou falando agora. Não deixem de conhecer o Brasil, ele é muito diferente daquele estampado em muitos jornais e televisões.”

Relembre o que Jair Bolsonaro falou em Davos

Em cerca de 20 minutos, Jair Bolsonaro quase quadruplicou seu tempo de fala, quando comparado com seu discurso em Davos (Suíça), no Fórum Econômico Mundial, o seu primeiro como presidente da República. Naquela ocasião, em janeiro, ele também mencionou o turismo para atrair mais estrangeiros.

O presidente enfatizou que o país é um “paraíso”, mas ainda “pouco conhecido”. “Vamos investir pesado na segurança para que vocês nos visitem com suas famílias. Pois somos um dos países primeiros em belezas naturais no mundo, mas não estamos entre os 40 destinos turísticos mais visitados do mundo”.

“Conheçam nossa Amazônia, nossas praias, nossas cidades, nosso Pantanal”, resumiu à época, garantindo que “nenhum país preserva a natureza” como o Brasil.

Agente de Valor
Ler conteúdo completo
Indicados para você