[ editar artigo]

JetSmart é aprovada para voar entre Chile e Brasil

A JetSmart foi aprovada  novamente nesta quinta-feira para voar ao Brasil. Na última semana, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) deu sinal positivo para a subsidiária argentina operar entre a Argentina e o Brasil. Agora, a empresa low cost chilena poderá realizar voos entre o Chile e o país.

Até o momento não foram reveladas quais cidades serão conectadas e nem a data de estreia. A transportadora tem Santiago como principal hub, mas também faz voos domésticos a partir de aeroportos fora da capital, como Concepción, Temuco e Antofagasta. A filial argentina conta com operações em Buenos Aires, Mendoza, Salta e Iguazú.

A JetSmart é uma empresa de propriedade do fundo norte-americano Indigo Partners. Lançada em 2017, tem sedes no Chile e na Argentina. Sua malha internacional chega até o Peru, com rotas diretas para Lima e Arequipa, além dos voos entre Buenos Aires e Santiago. Sua frota consiste exclusivamente de modelos Airbus, com destaque para o A320.

Com esse modelo de negócio, a aérea vende bilhetes com a entrada gratuita de itens pequenos e dá aos clientes a possibilidade de comprar outros itens. Eles incluem assentos selecionados, cartão de embarque impresso, bagagens grandes e embarque prioritário, por exemplo.

Além da JetSmart, outras quatro empresas de baixo custo vieram para o país desde a abertura de mercado com a desregulação da franquia de bagagem despachada, sendo que três empresas estrangeiras já ofertam passagens: a chilena Sky Airline; a norueguesa Norwegian; e a argentina Flybondi.

Agente de Valor
Ler conteúdo completo
Indicados para você