[ editar artigo]

Ítalo Fantinato "Nosso trabalho é um mundo de magia, de realização de muitos sonhos"

Ítalo Fantinato

Profissional consagrado em sua atuação, Ítalo Fantinato é um personagem que tem um amplo conhecimento do mercado. E que iniciou a sua trajetória por uma espécie de paixão que estava viva em seu coração. Ele lembrou em entrevista ao Portal Agente de Valor como tudo começou.

“Há 33 anos, universitário e bancário, minha irmã trabalhava em uma agência de viagens e me falou a Transbrasil está contratando... e eu sempre pensando em viajar.

Então, enviei meu “CV” e depois de dois meses, viajei pela primeira vez de avião aos 19 anos. O início na Transbrasil foi fazendo um curso em São Paulo. Ali logo percebi que eu queria trabalhar com Turismo... mesmo tão cru, percebia que era um mundo da magia, de realização de sonhos”, relembrou ítalo.

E foi trazendo à tona um bocado de recordações: “começou ali então uma jornada. Fiquei quase dois anos e meio na Transbrasil. Aproveitei para fazer estágio nas férias, no departamento de vendas e também no financeiro, eu cursava Administração de Empresas e tinha sede de aprender”, explicou.

Segundo passo

Ítalo conquistava o seu novo emprego. “Recebi um convite e fui trabalhar na OREMAR (antiga representação de aéreo, Cruzeiros Fluviais e Marítimos, Leasing de carros e Seguros. Assim, percebi que o mundo do turismo era muito MAIOR, resolvi fazer uma pós em Marketing e Propaganda e continuei por dois anos fazendo as primeiras viagens internacionais e definindo que era esta a atividade que eu queria exercer. Fiz mais uma pós em Marketing Empresarial e desenvolvia projetos na universidade voltados ao Turismo”.

 

Professor de Turismo

“Depois disso – contou Ítalo Fantianato - fui trabalhar em grandes agências, pequenas agências, com atendimento ao público. E já me sentia seguro para poder atender um cliente com propriedade, mesmo. Sendo uma profissão que é mutante e de bastante concorrentes, comecei a dar aulas no curso do Centro Europeu de Turismo e por lá fiquei até o ano passado. 25 anos de excelente convívio e muito gratificantes”, descreveu.

IAF TURISMO

Consequência natural de seu empreendedorismo, Ítalo constituiu a sua própria agência de viagens. “Já faz 16 anos e meio, que tenho minha agência, IAF TURISMO. Uma agência com 5 a 6 funcionários, sempre buscando o melhor atendimento, atenta à necessidade de busca do cliente”.

80 países visitados

O Turismo representa muito hoje na vida de Ítalo.
“Hoje, o turismo representa além da profissão escolhida para minha vida, o meu sustento. O mais importante é a busca para qual hotel eu vou esse ano? Qual destino eu preciso conhecer? Sempre uma busca constante de realizações de sonhos. Nestes 33 anos de profissão, são 80 países visitados”, constatou.

“Case de Sucesso”

O “Case de Sucesso” para o agente de viagens Ítalo “não são todos os prêmios de vendas, e sim o respeito no mercado. Tento tratar nossos parceiros do dia a dia (fornecedores) com educação e sempre sendo parceiro”. Para ele, trabalhar nesse ramo é desenvolver uma paciência única, pois somos intermediários entre cliente e produto final e usamos os serviços dos fornecedores. Então tudo tem que ser muito bem elaborado, por haver tantos intermediários”.

Assim, prosseguiu Ítalo Fantinato, acredito que meu case de SUCESSO chama-se relacionamento com HOTELEIROS, pois a cias aéreas não são nossas parceiras, (são nossas concorrentes e na grande maioria desleais).

A relação com o hoteleiro é o sucesso, pois se nosso cliente chega no hotel e está tudo preparado para ele como ele nem imaginou, com um detalhe de uma cartinha ou uma foto ou um vinho, isso faz com que o cliente se sinta valorizado e cuidado por nós aqui do outro lado do mundo muitas vezes”.

Entender o cliente

Ítalo tem algumas convicções que o tempo lhe ensinou. “Sucesso é saber entender o que o cliente realmente busca, não ter a ânsiade vender por vender, e entender o que significa montar aquela viagem. Vivemos no mundo que em um clique compra-se uma viagem e muitas vezes viajam sem realizar o sonho. O nosso objetivo é simplesmente realizar sonhos”, assegurou

  Consumo em hotéis luxuosos

 O Portal Agente de Valor fez mais duas perguntas a Ítalo Fantinato. Como vê o brasileiro e seu desejo de consumir os mais luxuosos hotéis do mundo? Este mercado está em crescimento?“Este mercado estava em crescimento, e tínhamos um percentual em torno de 5% dos viajantes, buscando luxo em suas viagens. Porém, a crise econômica diminuiu um pouco hoje estamos em 4% deste universo”, disse Ítalo. E explicou em detalhes: “Aqui na IAF, sempre buscamos o melhor custo-benefício e se o cliente não pode ficar a viagem inteira em um hotel de luxo, talvez nas últimas diárias sugerimos um hotel melhor, envolvendo luxo e glamour.

Acreditamos que o mercado esse ano crescerá com o novo governo e com a confiabilidade econômica. Proporcionalmente o RUSSO é o povo que mais gasta com LUXO no mundo”, informou.

Trabalho dos agentes de viagens

Para Ítalo, “é fundamental. É o conhecimento, é o comprometimento. Hoje temos muitas vezes, tarifas melhores que a internet, a informação precisa e técnica são muito importantes para uma viagem sem dor de cabeça. Muitas vezes você conhece a cidade e faz a indicação do hotel melhor localizado para logística de aproveitamento. O profissional de turismo tem que reciclar e conhecer com propriedade. Hoje em dia, temos muitas conferências, muitos eventos e muitos treinamentos para nos tornarmos melhores”, destacou.

Ítalo Fantinato comentou também quais conselhos daria neste momento aos jovens que gostariam de trabalhar no mercado de Turismo?

“Que é uma profissão maravilhosa, que não salvamos vidas, porém realizamos sonhos que marcam para sempre na vida das pessoas. Escuto muito dos meus clientes, ontem no domingo falamos muito de você, pensando na próxima viagem. Viajar é conhecer novas culturas é respeitar o próximo, é viver o melhor. Não esquecendo que precisa de muito comprometimento, como qualquer outra profissão”, frisou o nosso entrevistado.

Desafios profissionais
Agente de Valor perguntou a Ítalo ainda sobre os seus maiores desafios profissionais para este ano de 2019?

“O Maior desafio é realmente a capacitação, pois como o mercado é muito dinâmico com mudanças diárias, temos que estar sempre capacitados para melhor atendermos os nossos clientes”, Ítalo lembrou sobre o momento das Cias Aéreas.

“Elas vivem um momento horrível. Dizem que irão baixar a tarifa, porém deixam na mesma, não marcam assento sem pagar, agora lançaram tarifas sem malas. Quem poderá ir para EUROPA no frio sem mala, só com a mala de mão? – questionou.
“Na nossa profissão, hoje a parte ruim está no transporte entre os dois pontos. Prezam pela segurança, porém esqueceram que estão transportando seres humanos com os mais diferentes objetivos”, indignou-se.

Férias e lazer

E Quando está em férias, quais as suas preferências de lazer, além de viajar?

“Em férias, eu gosto muito de praia e de não fazer nada... Pois durante o ano, todas as viagens profissionais, não paro, visito hotéis, faço tours, conheço restaurantes, para poder melhor indicar aos clientes. Muitas vezes as férias passa a ser, um destino que está na moda e que você não conhece. Seu cliente quer saber e então você acaba indo lá. Pode ser ainda um hotel que você tem insegurança para vendê-lo, e daí aproveito para viajar e conhecer para entender um pouco mais do destino ou do próprio hotel”, comentou Ítalo.

Observações finais

Ao encerrar a sua entrevista, Ítalo fez importantes observações sobre a atividade do agente de viagens.
“Desejo ver a nossa profissão valorizada ou reconhecida por órgãos oficiais. Somos um zero à esquerda, porém recolhemos impostos e empregamos. A Indústria do TURISMO é a que mais cresce mundialmente em um todo. Precisamos mais técnicos, precisamos mais regras, Mais ordens, e principalmente um freio nas Cias aéreas, que não nos respeitam como profissionais”, ponderou Ítalo Fantinato.

*As fotos da matéria foram enviadas pelo ítalo Fantinato

Agente de Valor
Ler matéria completa
Indicados para você