[ editar artigo]

Geraldo Rocha -Presidente da ABAV Brasil é nosso entrevistado

Geraldo Rocha -Presidente da ABAV Brasil é nosso entrevistado

Gerado Rocha, presidente da ABAV Brasil é o nosso entrevistado. Ele destaca de início a importância da participação da sua entidade no Conselho Nacional de Turismo.

Geraldo Rocha – Nossa participação é muito importante, na medida em que valida nossa interlocução com o governo e outros representantes da iniciativa privada, enquanto porta vozes da atividade que representamos.  Além do Conselho Nacional do Turismo, em que ingressamos em 30 de abril de 2003, temos assento também na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O presidente da ABAV detalhou como tem trabalhado a pauta de temas relevantes e que estão sendo defendidos e debatidos nas reuniões do Grande Conselho.

Geraldo Rocha – Vamos seguir trabalhando na pauta de pleitos que tramita no governo, desde a gestão passada. Entre eles, temos como prioridade os 118 itens listados como emendas da Lei Geral do Turismo, em que se incluem questões ligadas à carga tributária e aos necessários ajustes em dispositivos legais como, por exemplo, o que trata da responsabilidade solidária do agente de viagens. 

Para Geraldo, a ABAV vê o papel do Conselho Nacional de Turismo nos dias atuais como relevante e até norteador na formulação de planos ao segmento.
Geraldo Rocha – O Conselho Nacional de Turismo tem um papel fundamental, porque congrega representantes do Governo Federal e da iniciativa privada em torno das discussões dos mais diversos segmentos relacionados à atividade turística. Surge dessas discussões uma série de temas que servem para nortear a formulação de planos, programas, projetos ou iniciativas integradas à Política Nacional de Turismo.    

Face a todo o contexto que envolve o Conselho Nacional de Turismo, o presidente da ABAV prioriza a participação em todas as reuniões, entendendo que sua atuação é prioritária na gestão da entidade.
 
Geraldo Rocha – Sim, como membro titular, cabe aos presidentes das entidades ou organizações relacionadas a participação efetiva nas reuniões, convocadas trimestralmente; na impossibilidade disso, cabe aos suplentes representá-los. No caso da ABAV, o suplente é nosso ex-presidente, Edmar Bull.

Agente de Valor
Ler conteúdo completo
Indicados para você