[ editar artigo]

Embratur apoia a captação de recursos para "Trilha dos Escravos" em Porto de Galinhas

O Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) divulgou hoje (09), que vai apoiar a captação de recursos para investimento e fortalecimento da região de Porto de Galinhas, no Pernambuco.

O investimento será, especialmente, da "Trilha dos Escravos", um atrativo da região que tem início no Rio Maracaípe e tem como objetivo fazer uma volta ao passado, para revelar fatos históricos e culturais sobre o local. A região, com pouco mais de 6km de trajeto e aproximadamente quatro horas de duração foi construída por volta de 1610.

O pedido de apoio partiu do Secretário de Turismo de Ipojuca, Mário Pilar, que se reuniu com os representantes da Embratur na última sexta-feira (06). Na reunião, o Diretor de Marketing e Relações públicas do Instituto e o Presidente Gilson Machado Neto, conhecedores da região se colocaram à disposição para intermediar com os órgãos responsáveis pela elaboração e execução de planos, programas e ações relacionados à infraestrutura turística.

De acordo com o Diretor do Instituto Osvaldo Matos, intermediar a captação de recursos para investir no setor de turismo é uma das competencias que cabe a Embratur.

“a Embratur, apesar de ser uma entidade com competência internacional, pode intermediar e auxiliar na captação de negócios, reuniões, encontros entre os representantes do município e os demais órgãos responsáveis por esse tipo de competência”, informou. “Quanto mais estruturado, com placas, guias bem treinados e comércio local fortalecido, por exemplo, melhor será a nossa atração de visitantes”, completou o secretário de Turismo de Ipojuca.

Leia Também: Atividade turística cresce em 2,6% em junho, aponta IBGE

A trilha pode feita em grupos de 6 a 30 pessoas. Durante o percurso, os guias realizam algumas paradas estratégicas para conhecimento de espécies vegetais e animais características do solo, onde realizam uma aula vivencial sobre o mangue e sua importância ecológica.

Após o fim do percurso na água, é hora de calçar os sapatos para começar a segunda parte da “Trilha dos Escravos”, na restinga de Mata Atlântica. O caminho, estreito e íngreme em alguns trechos, leva até o ponto mais alto de Maracaípe, onde está localizada uma das igrejas mais antigas do Brasil: a Igreja Nossa Senhora do Outeiro, construída em 1603. De cima, é possível ver todo o estuário do Rio Maracaípe, o Pontal de Maracaípe e o Pontal de Serrambi.

A trilha é retomada com destino a Casa de Farinha. O local existe há pelo menos cinco gerações na família de um dos moradores da região. No local, a cultura de fazer tapioca no forno a lenha se perdura até hoje.

Agente de Valor
Ler conteúdo completo
Indicados para você