[ editar artigo]

Em meio às queimadas, Embratur quer explorar ecoturismo na Amazônia

A Embratur se juntou nesta quinta-feira (22) à Amazonastur, empresa estadual do turismo de Amazonas, para discutir a promoção do turismo na Amazônia, com foco no ecoturismo.

Em uma semana onde as queimadas na Floresta Amazônica ganharam o mundo, os líderes dos respectivos órgãos terão como desafio divulgar as belezas da natureza local na Europa. A melhora na conectividade aérea internacional também é um trabalho a ser feito por ambos.

Gilson Machado Neto, presidente da Embratur, afirma que o presidente Jair Bolsonaro e eles estão “comprometidos” em incentivar o ecoturismo no país. Segundo ele, americanos e europeus precisam de “melhores condições e informações” para visitarem o Amazonas.

De acordo com ele, a autarquia investirá na divulgação da Amazônia e do Estado nas principais feiras internacionais que a Embratur participa, ainda que não tenha divulgado os nomes delas e quando começará a fazer.

“A retomada de voos diretos com a Europa seria um passo importantíssimo e que complementaria o trabalho de exposição de nossas belezas naturais que faremos, em parceria com a Amazonastur”, sugere.

De janeiro a julho deste ano, 106.431 turistas internacionais desembarcaram em Manaus, segundo números da Amazonastur. Essa quantidade é quase 5% maior do que a registrada no mesmo período de 2018.

Agente de Valor
Ler matéria completa
Indicados para você