[ editar artigo]

Egito - Terra dos Faraós

Egito - Terra dos Faraós

 

Em novembro de 2019 tive a oportunidade de visitar Istambul e Egito a convite da nossa parceira Honest Travel.

A companhia aérea foi a Turkish Airlines e o tempo de voo entre São Paulo - Istambul é de cerca de 12:30h.

Aeronave é nova com bom entretenimento de bordo.  A comida é padrão de voos internacionais, com temperos mais leves, mesmo considerando que é uma empresa turca, onde pode-se eventualmente esperar temperos um pouco mais fortes. Servem cerveja turca (Efe) e vinho turco, além de bebidas variadas.

Hagia Sofia em Istambul

Istambul inaugurou em abril de 2019 o maior aeroporto do mundo. Tudo muito moderno e bem sinalizado, porém vale reforçar para não colocar voos  com tempo de conexão muito apertado, pois além de muito grande, onde temos que andar muito, tem vários protocolos de segurança com diversos ponto de raio X. Fomos recepcionados pelo Daniel da Honest. Ele é brasileiro e já mora la a algum tempo. O carro do transfer é novo e muito limpo. Serviço impecável.

 

O tempo do aeroporto até o nosso hotel é em torno de 40min. O hotel que ficamos hospedados foi o Grand Cevahir - hotel categoria 5* https://www.gch.com.tr/en/. Este é um bom hotel para grupos. Observei que várias empresas de circuito o utilizam, como a própria Honest, Europamundo entre outros. Ele fica um pouco afastado do centro. Quartos bons e bom café da manhã. Pode vender tranquilamente, mas sempre observando que para seguir até a parte histórica terá que utilizar transporte, tanto publico, quanto taxis e Uber que funcionam muito bem.

 

No dia seguinte fizemos um city tour nas principais atrações de Istambul - Hipódromo Romano, Mesquita Azul, Hagia Sofia, Grand Bazar, bazar de especiarias e cruzeiro pelo canal de Bósforo. Cidade bastante movimentada e com uma incrível miscelânea de culturas, visto que pertenceu aos mais diversos povos da Europa e do Oriente.

 

Ao final da noite seguimos para Luxor no Egito e um voo direto da Turkish com cerca de 3h de duração. Infelizmente esse voo deixará de operar e caso venham a vender esse programa, a logística será através de Hurghada, cidade litorânea localizada no Mar Vermelho cerca de 4h via terrestre de Luxor. Em Luxor ficamos uma noite no hotel Sonesta St George Luxor - https://www.sonesta.com/eg/luxor/sonesta-st-george-hotel-luxor.  Hotel nas margens do Rio Nilo. Tem boa estrutura e boas acomodações. Pode vender tranquilamente. No dia seguinte fizemos visita guiada em português no templo de Karnak, que é o maior templo do Egito Antigo. Logo depois seguimos para embarque no cruzeiro.

Existem diversas opções de cruzeiros operando no rio Nilo (mais de 300 embarcações) e basicamente todos têm as mesmas dimensões e estrutura. O que muda é a qualidade das instalações, comida e serviços.

O nosso cruzeiro foi o MS Nile Style categoria 5* standart. Vale observação importante na hora de escolher um cruzeiro, pois muito se intitulam 4* ou até mesmo 5*, mas são inferiores. Tentem sempre colocar 5* ou superior.

Navio Ms Nile Style

O navio é a forma ideal de conhecer o sul do Egito, pois ele atraca nas principais atrações e ficam sempre posicionados nos pontos centrais da cidade. Além disso, eles têm grande preocupação com a comida, pois esse é um ponto crítico em viagens para o Egito. Recomende-se sempre aos turistas a não comer fora do navio, evitando assim qualquer intoxicação alimentar.

O nosso navio tinha cerca de 90 cabines, todas bem amplas e que mais parecem um quarto de hotel do que uma cabine de navio. Não há programação de entretenimento a bordo como em cruzeiro marítimos. O foco de fato é contemplação e visitas aos sítios arqueológicos. No Deck superior tem uma piscina e mesas com cadeiras e espreguiçadeiras. Nada de música ou qualquer outro tipo de atividade, apenas o Rio Nilo e suas margens para contemplação.

Cabine do MS Nile Style

O cruzeiro tem 3 refeições (café da manhã, almoço e jantar) além de um chá da tarde.  A comida é boa, sem muita extravagância. Atende bem todos os paladares, pegando leve nos temperos, pois tentam ter ao máximo de cuidado com essa parte. As bebidas se paga a parte, porém preços bem justos. 

Os cruzeiros operam tanto com embarque em Luxor e desembarque em Aswan, ou o sentido contrário. Recomenda sempre um ou dois dias na cidade de partida ou chegada. Em Aswan tem a opção de fazer visita ao templo de Abul Simbel, porém por conta da nossa logística, não conseguimos realizá-la. Vale muito a pena e são cerca de 3h de distância de Aswan cada trecho via terrestre. Existe opção de aéreo tambem com cerca de 45min de voo.

Rio Nilo com seu vai e vem de cruzeiro. Destaque para o Templo de Luxor ao fundo.

Durante o Cruzeiro visitamos os seguintes pontos:

- Necrópole de Tebas,  Vale dos Reis, lugar onde encontram-se enterrados os - faraós e suas esposas.

- Templo da Rainha Hatshepsut no Dair Al Bahari e os Colossos de Memnon. 

- Templo de Luxor e Karnak

- Templo dedicado ao Deus Horus, famoso pela figura antropomórfica com cabeça de falcão, construído pelos Ptolomeus.

-  Templo dedicado aos Deuses Sobek e Haroeris em Kom Ombo.

- Represa de Aswan. 

Templo da Rainha Hatshepsut

 

Dentro de uma tumba no Vale dos Reis

De Aswan, pegamos um voo com a Nile Air até Cairo. Empresa local que opera alguns países próximos. Aeronave um pouco velha, porém tem lanchinho para alegrar.

No Cairo ficamos no Hotel Le Meridien Pyramids https://www.marriott.com.br/hotels/travel/caimd-le-meridien-pyramids-hotel-and-spa/ com vista para as pirâmides.  Hotel muito bom, com diversos restaurante dentro do próprio hotel. Pelo que visualizei da cidade, é a melhor região para ficar. Existem bons hotéis na região central, porém o único atrativo turístico que valeria a pena é o Museu Egípcio, porém está sendo construído o maior museu do mundo na região das pirâmides. Então não terá nada que valha a pena ficar no centro, pois não é bonito e muvucado. Esse novo museu é para ficar pronto no final de 2020.

Existe um mercado central ao estilo Gran Bazar, mas na verdade só vende bugiganga para turista, coisas que terão vendedores em todos os cantos te oferecendo e por um preço melhor. Então vai de cada um querer ir ou não no centro...eu achei que não vale a pena, mas claro que só tive essa impressão depois de ir.

No dia seguinte fizemos as visitas na região das grandes pirâmides. Visita incrível e que vale muito a pena.

No geral, destaco o seguinte:

- Egito é muito legal, principalmente para quem gosta de história. É uma viagem extremamente cultural e de conhecimento.

- No Egito só vendem cerveja nos hotéis e no cruzeiro. O preço no cruzeiro é até tranquilo, mas no hotel é muito caro (cerca de R$ 33,00 a lata de 500ml)

- Nada tem preço, tudo tem que negociar. Prepare a paciência

- Todos e em qualquer lugar te pedem gorjeta.  Prepare a paciência - parte 2

- O trânsito do Cairo não tem regra, vai quem pode mais (ou tem a buzina mais forte).  Prepare a paciência - parte 3

- Se é fumante, parabéns, não vai sofrer. Se não é, prepare a paciência e o pulmão...fumam em qualquer lugar...não há regra.

- Tanto no embarque quanto no desembarque no Egito, existem muito pontos de checagem de bagagem, com raio x em todos os pontos. No embarque no Cairo acho que contei 4 raio X até estar dentro da aeronave. São bem rigorosos e tem que ter paciência e seguir o fluxo.

 

 

Agente de Valor
Ler matéria completa
Indicados para você