[ editar artigo]

Do Litoral Paranaense ao Litoral Catarinense

Do Litoral Paranaense ao Litoral Catarinense

 

Em outubro de 2019 eu e meu namorado aproveitamos um final de semana para conhecer as praias do litoral catarinense já que eu ainda não havia passado por lá.

Em uma sexta-feira alugamos um carro com a Movida (como fomos no meu aniversário e foi a primeira vez que utilizei o aluguel de carro, consegui dois cupons de desconto incríveis e todas as etapas desde a reserva pelo app até a retirada na loja foram bem rápidas e práticas) saindo cedo de Curitiba, seguimos pela BR 277, por mais ou menos 1 hora e meia  rumo a Matinhos. 

Chegando lá, passamos pelo centro para tomar um milkshake, demos a volta no Pico de Matinhos, andamos pela orla e voltamos pela Vila dos Pescadores.

Seguimos por Guaratuba, passando pela orla e parando para almoçar em um dos restaurantes na beira mar próximo ao Morro do Cristo (como fomos em um final de semana comum ainda no início da temporada, não haviam muitos estabelecimentos abertos, o mais recomendável é comer no centro, mas como só queríamos um lanchinho para seguir o caminho, comemos por ali mesmo).

De lá, seguimos pela BR 101, passando por lindas paisagens até chegar às praias de Santa Catarina, a primeira parada foi em Balneário Camboriú, onde havíamos feito uma reserva prévia em uma pousada no centro. Chegando na cidade, a primeira impressão é de que não estamos na praia já que há prédios enormes para todos os lados, a segunda é que estava tudo lotado (acabamos esquecendo mas na mesma época estava acontecendo o Oktoberfest, então haviam muitas caravanas pela cidade, inclusive na pousada em que ficamos). 

Saímos no final da tarde para conhecer a orla e a noite fomos ao Passeio San Miguel, onde se encontram vários restaurantes de comidas variadas e conta até com música ao vivo, tudo isso sem contar a decoração incrível do lugar.

No dia seguinte saímos cedo para conhecer o complexo do Parque Unipraias, onde subimos e descemos o morro de teleférico, andamos pela passarela que dá acesso ao outro lado da cidade e ainda passeamos de trenó (são carrinhos para duas pessoas em um circuito como se fosse uma mini montanha-russa).

Depois de conhecer tudo por ali, seguimos pelas praias até Bombinhas, onde paramos para tirar fotos no mirante, andamos pelo centro para comer e ainda fizemos o “mergulho de batismo” com a Pata da Cobra. Foi uma experiência incrível que nunca havíamos feito, mas depois disso nos apaixonamos e recomendamos muito!

Depois disso tudo, quase ficamos por ali, mas como já tínhamos feito reserva no Praia Brava Hotel em Florianópolis, seguimos para lá. Chegamos a noite, mortos de cansado, mas valeu a pena e até aproveitamos para descansar bastante (inclusive na piscina aquecida que o hotel possui) e sair para nova jornada no dia seguinte.

Como ficamos na praia brava e o hotel era bem pertinho da beira mar, aproveitamos para conhecer a praia logo que acordamos e depois fomos ao outro extremo da ilha na praia do Campeche.

Uma das coisas incríveis que eu já tinha ouvido muito é que as águas de floripa são cristalinas, mas só dá para ter a dimensão da realidade quando se está lá. Assim que chegamos na praia do Campeche nos encantamos com o mar e logo fomos atrás do passeio para a famosa Ilha do Campeche, mas acabou que o trajeto do hotel para lá foi mais demorado do que imaginávamos (pois Florianópolis é enorme!) e não aproveitaríamos muitos na ilha, então acabamos não fazendo a travessia e ficando um pouquinho por ali. Logo nos animamos a conhecer a dunas que ficam ali perto e corremos para lá para descer de prancha os enormes morros de areia.

Por fim almoçamos por ali e voltamos para Curitiba com a esperança de logo voltar a esses destinos maravilhosos por onde passamos, dá próxima com um pouco mais de tempo, pois se em um final de semana já aproveitamos tudo isso imagine com mais tempo!

 

#OBrasilÉSensacional #Visite!

Agente de Valor
Ler conteúdo completo
Indicados para você