[ editar artigo]

Destinos caribenhos e a reabertura de suas fronteiras aos viajantes internacionais

Destinos caribenhos e a reabertura de suas fronteiras aos viajantes internacionais

Os países do Caribe estão lentamente reabrindo suas fronteiras para o turismo. Em cada destino, as autoridades governamentais, de saúde e de turismo examinaram cuidadosamente o potencial impacto da Covid-19 em suas próprias comunidades, a extensão da pandemia em seus destinos, sua própria infraestrutura de saúde e o caráter específico de seus locais e instalações relacionados ao turismo para formular protocolos e práticas que permitiram a retomada das viagens.

Separamos uma lista com os principais destinos caribenhos que reabriram suas fronteiras, e tudo o que você precisa saber sobre os requisitos de entrada!

Antígua e Barbuda

Antígua e Barbuda reabriu oficialmente para visitantes internacionais em 4 de junho. 

Um teste de RT-PCR negativo para Covid-19 é  necessário para entrar no país. O teste será feito quando os passageiros chegarem ao aeroporto, levando de 24 a 96 horas para os resultados. 

Aruba

Aruba abriu oficialmente suas fronteiras para os turistas em 1° de julho. Os viajantes devem cumprir alguns requisitos para entrar no país, como o preenchimento e obtenção de aprovação de estadia por meio do Formulário de Embarque/Desembarque online antes da chegada.

Além disso, é preciso fazer um teste RT-PCR até 72 horas antes do embarque. Caso o passageiro opte por fazer o teste na chegada, é obrigatório ficar em isolamento por 24 horas, aguardando os resultados. O turista também deve adquirir o seguro Aruba Covid Coverage, uma proteção para os viajantes que testarem positivo para Covid-19 durante sua estadia.

Bahamas

O país foi reaberto para o turismo em 1° de julho. No entanto, desde o dia 22 de julho, as Bahamas proibiram todos os voos internacionais, exceto do Canadá, Reino Unido e de países da União Europeia.

Todos os visitantes devem apresentar o teste RT-PCR negativo ao desembarcar no aeroporto. É importante salientar que os resultados apresentados não devem exceder o prazo de dez dias antes da viagem.

Barbados

Barbados também reabriu suas fronteiras aos turistas estrangeiros no início de julho. Os viajantes devem preencher o formulário online de imigração/alfândega e enviar 24 horas antes da viagem. 

No entanto, existem  diferentes protocolos de entrada conforme o país de origem. Por exemplo, turistas vindos de países considerados de alto risco devem apresentar o exame RT-PCR negativo para Covid-19 ao desembarcar no aeroporto. Já visitantes de países de risco médio têm até 72 horas para apresentarem seus exames, enquanto que os viajantes de destinos considerados de baixo risco podem apresentar seus resultados em até sete dias.

Ilhas Cayman

Devido ao aumento nas taxas de infecções por coronavírus em outros países, o governo das Ilhas Cayman anunciou que suas fronteiras reabrirão no início de outubro.

Para entrar no país, os viajantes deverão apresentar o teste RT-PCR negativo para Covid-19 feito até 72 horas antes do embarque. Os turistas precisam cumprir quarentena por cinco dias e usar um dispositivo de monitoramento de saúde para triagem contínua enquanto estiverem na ilha.

Curaçao

Curaçao começou a reabrir suas fronteiras de forma gradual no dia 12 de junho. Já no início de julho, adicionou mais alguns países em sua lista de visitantes. 

Os viajantes precisam preencher o Cartão de Imigração Digital e o Cartão de Localização de Passageiros antes do embarque. Além disso, todos os turistas estrangeiros devem apresentar o teste RT-PCR negativo para Covid-19.

República Dominicana

A República Dominicana começou a reabrir para turistas de todos os países a partir de 1º de julho. Entre as exigências para a entrada de viajantes internacionais está a realização de testes para Covid-19 na chegada ao aeroporto, verificação de temperatura e declaração de saúde.

Grenada

Grenada reabriu oficialmente suas fronteiras para turistas estrangeiros no dia 15 de julho.

Os viajantes devem preencher, enviar um formulário de declaração de saúde e fazer o download do aplicativo de rastreamento de contatos de Grenada antes do embarque. 

Os visitantes de alto risco estão sendo testados por RT-PCR dentro de 48 horas após a chegada, passando até 14 dias em acomodações aprovadas pelo Estado. Os indivíduos serão liberados clinicamente após dois testes negativos em 48 horas.

Guadalupe

A região ultramarina francesa de Guadalupe, localizada no Caribe, foi oficialmente reaberta para o turismo em 1º de julho, permitindo que turistas de alguns países possam visitá-la.

Todas as nações  estão autorizadas a entrar em Guadalupe para turismo, exceto:  EUA, Brasil, Índia, Israel, Rússia e Turcomenistão.  Esses seis países permanecem proibidos até novo aviso.

Os passageiros precisam de um teste de RT-PCR negativo feito até 72 horas antes do embarque (crianças menores de 11 anos estão isentas).

Além disso, os turistas devem apresentar uma declaração juramentada de que não apresentam sintomas e que não têm conhecimento de ter estado em contato com um caso confirmado de Covid-19 nos 14 dias anteriores ao voo.

Haiti

O Haiti reabriu suas fronteiras ao turismo internacional no dia 1° de julho. Na chegada, os turistas devem ter sua temperatura aferida. Além disso, é preciso preencher um Cartão de Declaração do Formulário de Saúde (o documento é fornecido pela companhia aérea).

Jamaica

A Jamaica voltou com suas atividades turísticas no dia 15 de junho. Todos os passageiros que chegarem ao país devem apresentar uma Autorização de Viagem.

Na chegada, os turistas devem fazer um exame de saúde. Viajantes sem sintomas e vindos de áreas de baixo risco não precisam de teste obrigatório no aeroporto. Eles têm permissão para viajar gratuitamente para o hotel e aproveitar a viagem, sem quarentena.

Já os turistas com sintomas ou vindos de áreas consideradas de alto risco precisam ser testados no aeroporto. Além disso, eles devem aguardar os resultados do teste em quarentena (até 48 horas) em um hotel.

Vale lembrar que a reabertura das fronteiras não é uniforme: algumas ilhas ainda não estão aceitando turistas de países considerados de alto risco.

Agente de Valor
Ler conteúdo completo
Indicados para você