[ editar artigo]

Deserto do Atacama

Deserto do Atacama

Em Maio de 2019 eu e minha amiga Darileide, operadora aqui da BWT, estivemos no Deserto do Atacama no Chile.
Ficamos 04 noites lá, fizemos o voo até Calama e pegamos o transfer que dura em média de 1:30 até o povoado de San Pedro de Atacama.
O povoado é pequeno e muito rústico, ruas de terra, casas ainda de barro, mas muito acolhedor. Encontramos pessoas do mundo todo lá!
A hotelaria de San Pedro na parte central é mais simples mas tem bons hotéis. Já um pouco mais afastados os hotéis com all inclusive como o Tierra e o Explora que tem um padrão mais requintado.
No primeiro dia fizemos dois passeios, pela manha fizemos o Tour Arqueológico e a tarde o Vale da Lua.
O tour arqueológico passa pelos sítios arqueológicos de Pucará de Quitor, cenário das batalhas entre indígenas e espanhóis e a Aldea de Tulor, aldeia mais antiga do Salar de Atacama (800 a.C. e 500 d.C) conservada por séculos abaixo da areia. 
No passeio ao Vale da Lua, um dos lugares mais diferentes que já conheci, passamos pela Cordilheira de Sal e fizemos uma caminhada para contemplar o Vale de cima de uma montanha, região inóspita que parece muito com o relevo lunar, por isso este nome. No final paramos em um ponto para visualizar um lindo por do sol. Este passeio é imperdível!
No segundo dia fizemos o passeio Salar de Atacama, Lagunas Altiplanicas e Piedras Rojas. Um dos cenários mais lindos que já vi. Nem precisa de filtro nas fotos de tão linda a paisagem! Começamos indo para o Salar do Atacama, onde conhecemos a Lagoa Chaxa, um cenário espetacular composto por vários espelhos d´água e lar dos flamingos. Seguimos para o altiplano para conhecer as lagoas Miscanti e Miñiques, lindas e com cores impressionantes, lá tirei algumas das mais belas fotos da viagem! Depois terminamos o passeio em Piedras Rojas,  uma impressionante formação geológica com uma belissima cor avermelhada, produto da oxidação do ferro presente nas pedras. Este passeio é de dia inteiro e inclui um almoço tipico local.

No terceiro e ultimo dia de passeio fomos ao Geiser del Tatio e o povoado de Machuca. O passeio sai super cedo, passam pegar a gente as 05 da madrugada, muito frio neste horário, e neste passeio, tem que se agasalhar muito bem, mas vale muito a pena. Temos que sair cedo para pegar os geisers ativos no nascer do sol, pois com este contraste do azul do céu conseguimos ver com perfeição os jatos de vapores quentes que saem da terra e formam as piscinas de aguas quentes. Para quem tem coragem de encarar este frio, tem a opção de tomar banho em uma destas piscinas. Na volta para San Pedro passamos pela aldeia de Machuca, onde podemos comer espetinhos de carne de lhama, muito bom!!

Destino maravilhoso e com paisagens muito diferentes! Vale muito a pena!!


 

Agente de Valor
Ler conteúdo completo
Indicados para você