[ editar artigo]

De preços baixos a comodidades, como as aéreas atraem os clientes

De preços baixos a comodidades, como as aéreas atraem os clientes

Segmento importante dentro do turismo, a aviação é responsável por transportar 57% dos viajantes mundo afora, de acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT). Dados da Associação Nacional da Aviação Civil (ANAC), revelam que somente no Brasil, em 2018, foram mais de 117 milhões de passageiros transportados nos quase 1 milhão de voos nacionais e internacionais que partiram dos aeroportos do país. 

Para atrair e cativar mais passageiros, as empresas investem em preços competitivos e serviços diferenciados, seguindo a tendência geral do turismo de personalização e experiência. 
Enquanto as companhias aéreas low cost apostam nos preços baixos, as aéreas tradicionais investem em serviços dentro das aeronaves, como wi-fi, streaming, menu assinado por chefs renomados que consideram restrições alimentares, serviços para crianças e até chuveiro. 

A Air Europa - empresa espanhola que atua com 13 frequências no Brasil saindo de Guarulhos (SP), Recife (PE) e Salvador (BA) rumo a Madri, na Espanha, é uma das companhias que investiu nos serviços de bordo, além de trazer ao país o Dreamliner, avião que, além de menos ruído e menos impacto ao meio ambiente, diminuiu o tempo de viagem entre São Paulo e Madri em até 40 minutos. 

De acordo com Gonzalo Romero, gerente-geral Brasil da Air Europa, “as companhias aéreas têm que estar em constante processo de renovação, sempre pensando na segurança do passageiro e na melhoria dos serviços. Hoje a competitividade é muito grande e o passageiro exige modernidade, por isso precisamos sempre melhorar.”

Stopover

Outro movimento das empresas de aviação é possibilitar o stopover sem custo extra para os passageiros. O movimento permite que o viajante viaje por dois destinos pagando o preço de apenas uma passagem. Ao comprar uma passagem da Air Europa para Roma, por exemplo, o passageiro terá uma escala em Madri, e, caso queira, pode estender o tempo de permanência na cidade e pegar o voo para Roma em outra hora ou dia, sem precisar pagar a mais por isso. 

A diminuição do ICMS para combustíveis da aviação, anunciada pelo Governo de São Paulo, promete, entre outras coisas, trazer essa possibilidade também para o mercado brasileiro, incluindo São Paulo na lista de cidades mundiais em que o stopover é possível. 

O Mapa do Turismo é uma coluna mensal, de responsabilidade da MAPA Comunicação Integrada. Sugestões de pautas e fontes devem ser enviadas para lara@mapacomunicacao.com.br.
Jornalista Responsável: Maria Priscila Alves Nabozni, MTb: 4926 DRT/PR

Agente de Valor
Ler matéria completa
Indicados para você