[ editar artigo]

“Cidade dos Deuses”: Pirâmides de Teotihuacán reabrem suas portas ao turismo no México

“Cidade dos Deuses”: Pirâmides de Teotihuacán reabrem suas portas ao turismo no México

Forçada a fechar por conta da pandemia, Teotihuacán, a “Cidade dos Deuses” no México Pré-Hispânico, voltou a receber turistas.

Com a reabertura, as autoridades esperam receber cerca de três mil visitantes por dia (30% da capacidade local). No entanto, os turistas não têm permissão para escalar as Pirâmides do Sol ou da Lua, que costumavam atrair dezenas de milhares de visitantes para os equinócios de primavera e outono a cada ano.

Teotihuacán fica a cerca de 50 km da Cidade do México, considerada a sexta maior cidade antiga do mundo. Alguns especialistas acreditam que a metrópole, de cerca de cem mil pessoas, enriqueceu entre 100 a.C e 550 d.C graças a uma economia dedicada ao artesanato e produção de artefatos.

Uma dos locais mais notáveis da Mesoamérica

Considerada Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1987, a “Cidade dos Deuses” é um dos locais mais populares do país para turistas de todo o mundo.

Os astecas o consideravam um lugar sagrado cheio de mitos e lendas. A principal estrada que atravessa o centro de Teotihuacán é chamada de “Avenida dos Mortos”  – recebeu este nome porque os astecas pensavam que era um cemitério.

A Pirâmide do Sol tem mais de 60 metros de altura, sendo o maior monumento de Teotihuacán e um dos maiores da Mesoamérica. Acredita-se que tenha sido construída por volta de 200 d.C. Encontrada ao longo da Avenida dos Mortos, entre a Pirâmide da Lua e a Ciudadela, e à sombra da montanha Cerro Gordo, a pirâmide faz parte de um grande complexo no coração da cidade.

Estruturas mais notáveis ​​em Teotihuacan incluem a Pirâmide da Lua e o Templo de Quetzalcoatl. Embora a Pirâmide do Sol se destaque pelo seu tamanho, a Pirâmide da Lua se destaca pela quantidade de belos edifícios que a rodeiam.

Localizada na parte oeste da antiga cidade de Teotihuacán, contorna a montanha Cerro Gordo, logo ao norte do local. Cerro Gordo pode ter sido chamado de Tenan, que em Nahuatl significa "mãe ou pedra protetora". A Pirâmide da Lua cobre uma estrutura mais antiga que a Pirâmide do Sol, que existia antes de 200 d.C.

Lá, você pode visitar o Palácio dos Jaguares, que foi reconstruído pelos arqueólogos. Muito perto dessa construção, encontra-se um dos mais belos e bem preservados templos, o Palácio do Quetzalpapalotl cuja imagem está gravada nos pilares e representa uma borboleta com o corpo de um quetzal  – ave típica da América Central.

Depois da reabertura em setembro, os primeiros turistas começaram a chegar, ainda que de forma cautelosa. O México, um dos países que registrou mais casos de coronavírus no mundo, está reabrindo suas portas para o turismo de forma faseada a fim de tentar revitalizar a economia local.

Em resumo, a antiga "Cidade dos Deuses" do México está retomando suas atividades de forma gradual, enquanto que os turistas voltam às majestosas pirâmides de Teotihuacán.

Agente de Valor
Ler conteúdo completo
Indicados para você