[ editar artigo]

Associações enviam carta à Qatar Airways sobre "possível prática desleal"

Associações do turismo enviaram uma carta referente a uma “possível prática desleal” da Qatar Airways contra os agentes de viagens. Abav Nacional, Abracorp, Aviesp e Braztoa assinaram o conteúdo que foi enviado ontem (1) a Renato Hagopian, diretor da aérea no Brasil.

De acordo com o documento, os associados têm formalizado "reclamações sobre a conduta de prospecção de clientes, os consumidores finais, sem a escolha de uma agência de viagens".

Portanto, os órgãos endossam a fala ao afirmarem que são “dispensados cuidados, em especial ético, em sentido de deixar enfatizado a um cliente ‘ser oneroso’ a escolha” do profissional de agenciamento de viagens.

As associações anexaram à carta imagens do site da Qatar em que mostram uma ação de vendas direta. Dessa forma, o conteúdo mostra que a compra de bilhetes no site não acompanha “taxas de reserva” ou “taxas ocultas”.

Além disso, acrescenta o uso do suporte direto da equipe e o acúmulo de Qmiles, o programação de fidelidade.

“Se faz necessário o repúdio à Qatar para que apure a irregularidade do ponto de vista concorrencial e legal e não viabilize e apoie tal modalidade de campanha, que comprova total descaso e falta de reconhecimento de qualquer tipo de parceria com o agenciamento de viagens”, afirma.

Igualmente, as entidades de turismo afirmam que campanhas publicitárias e canais com informações como essas “desvalorizam e discriminam a atividade do agenciamento de viagens”.

Por fim, Abav Nacional, Abracorp, Aviesp e Braztoa pedem “lealdade e real parceria” com as agências de viagens.

Segundo apurou o Agente de Valor, a campanha foi retirada do ar. Entretanto, a reportagem entrou em contato com a Qatar Airways, que não respondeu até a publicação desta matéria. As entidades tampouco receberam resposta foral da aérea até o momento.

Agente de Valor
Ler conteúdo completo
Indicados para você