[ editar artigo]

Angra dos Reis recebe R$ 15 milhões para desenvolver projeto turístico

A cidade de Angra dos Reis (RJ) receberá investimentos de cerca de R$ 15 milhões do Ministério do Turismo. O montante, que, de acordo com a pasta, será a primeira parte, promete beneficiar turistas, comerciantes e moradores.

Os recursos serão utilizados em uma série de pontos históricos e turísticos no destino. Por exemplo, para a adequação e junção do Cais dos Pescadores e do Cais de Santa Luzia.

Ainda, o aporte será transferido para a iluminação de monumentos históricos e nas construções do Píer da Costeirinha. Outros espaços incluem o centro de convenções; o mirante da praia das Gordas; o polo cultural da Vila Histórica de Mambucaba e do centro de informações turísticas.

As intervenções foram definidas após indicação da Fundação de Turismo de Angra dos Reis, garante o ministério. O início das obras está marcado para janeiro de 2020.

Outras melhorias estão programadas para uma nova etapa do projeto, entretanto, ainda sem data para acontecer.

O destaque vai para obras na BR 101, no trecho de acesso ao município; a construção de um complexo turístico na Marina do São Bento; reativação de trem de passageiros; usina de dessalinização de água; criação de estações de tratamento de esgoto; ampliação da pista do aeroporto; e a construção de um novo terminal de passageiros.

A escolha das obras ocorreu após força-tarefa coordenada pelo Ministério do Turismo, que contou com a participação de integrantes do Governo do Estado do Rio de Janeiro e da prefeitura da cidade, em agosto deste ano.

Vale ressaltar que um dos objetivos do presidente Jair Bolsonaro era transformar Angra na "Cancún brasileira".

Ainda de acordo com o ministério, o grupo de trabalho "detectou gargalos que têm travado o desenvolvimento do turismo na região".

Plano de Angra dos Reis

Dessa forma, o plano de ação está numa matriz organizada em ações de infraestrutura, turismo, meio ambiente, segurança, política urbana, tecnologia e inovação. Portanto, a ideia é envolver todas as áreas do governo federal que tenham ligação com os projetos a serem desenvolvidos no curto, médio e longo prazo, garante a pasta.

“Estamos empenhados em fortalecer a região por meio do turismo e seu potencial para gerar emprego e renda à população, sempre aliado à preservação dos recursos naturais. Queremos um projeto que ative, de fato, o potencial que Angra dos Reis possui para se tornar um dos principais destinos para os turistas de viagens nacionais e internacionais”, afirmou Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo.

 

Agente de Valor
Ler conteúdo completo
Indicados para você