[ editar artigo]

Aix-en-Provence: uma pérola no sul da França!

Aix-en-Provence: uma pérola no sul da França!

 

 

A Provence é um local pitoresco e encantador, que fascina pelo seu charme, cores, aromas e delicadeza. E, embora muitas pessoas associem a região apenas aos belos campos de lavanda que florescem de junho a agosto e às diversas marcas de perfume e cosméticos ali situadas, seus arredores têm muito mais a oferecer: gastronomia de alto nível, um rico legado histórico e cultural, além de belezas naturais diversas e deslumbrantes!

E sabe qual é o melhor ponto de partida para desbravar todos esses atrativos? Uma cidade de 140.000 habitantes que ainda é muito pouco conhecida pelos brasileiros: Aix-en-Provence.

Localizada a cerca de 30 km de Marselha, Aix-en-Provence é certamente a melhor porta de entrada para a região. Terra do pintor Paul Cézanne, Aix é uma cidade sofisticada, vibrante (por abrigar diversas universidades) e que mescla diferentes estilos arquitetônicos.

Se perder pelas vielas do centre-ville é encontrar uma gratificante surpresa a cada canto. Praças com terraços, restaurantes charmosos, feiras de flores e produtos locais, lojas das mais diversas grifes, boutiques e ateliês são alguns dos atrativos com os quais você irá se deparar. Mas também não podemos deixar de mencionar as inúmeras fontes, símbolo que dá charme e melhor caracteriza a cidade – afinal Aix quer dizer “água”.

Na rua principal, conhecida como Cours Mirabeau, turistas, estudantes e moradores locais passeiam sem preocupação, curtindo o clima da cidade. Na Place des Cardeurs, o mesmo público se mescla para curtir um vinho rosé e desfrutar da gastronomia mediterrânea. Logo ao lado, a Rue de la Verrerie concentra vários bares e uma noite bastante agitada.

A facilidade de circular a pé pela cidade é um de seus maiores atrativos. Mas, para conhecer os atrativos da região, você precisará de um carro. Situada próxima a belas praias, ao campo, a montanhas, cânions, vinícolas e cidades históricas, irão faltar dias para conhecer tudo que os arredores de Aix-en-Provence têm a oferecer.

 

CALANQUES E CASSIS

Um paraíso ainda frequentado basicamente pelos moradores da região, o Parque dos calanques, situados entre Marselha e Cassis são falésias de calcário que beiram as águas cristalinas do Mediterrâneo. Apesar de ser acessível de barco pelas duas cidades, o melhor jeito de conhecê-los é por meio das trilhas que dão acesso ao parque. Agora prepare o fôlego – e também o piquenique – porque é necessário andar bastante! Ao chegar ao calanque de sua escolha, aproveite para curtir um delicioso banho de mar.

Após o dia de caminhada e de praia, recomendo pegar o Col de la Gineste, estrada que leva até o charmoso vilarejo de Cassis e revela vistas impressionantes. O local é uma graça e concentra diversas lojinhas e restaurantes de boa qualidade.

 

CHÂTEAU LACOSTE

Para os amantes do vinho e da boa gastronomia, uma passada no Château Lacoste é indispensável. Localizado na área campestre de Aix-en-Provence, a vinícola mescla modernidade e obras de arte de artistas renomados como Louise Bourgeois, Tunga e Alexander Calder.

Seu restaurante possui menus degustação de alto padrão por preços acessíveis. No verão, seu terraço conta com música ao vivo para receber os visitantes que vão curtir os dias ensolarados enquanto apreciam garrafas de vinho rosé, característico da região. A vinícola ainda conta com espaço para eventos e uma loja onde é possível adquirir os rótulos próprios da casa.

 

BAUX-DE-PROVENCE E CARRIÈRES DES LUMIÈRES

Localizado a cerca de 75k de Aix-en-Provence, encontra-se um vilarejo medieval situado no alto de uma montanha: Baux-de-Provence. O local abriga um castelo, catapultas, entre outros acessórios de guerra. Passear por ali é voltar no tempo! E, apesar de possuir pouquíssimos moradores, pelas vielas você encontra algumas lojinhas de artesanato, cafés e restaurantes.

Muito próximo dali, um pouco mais abaixo na montanha, os visitantes se deparam com um espaço surpreendente e único: as Carrières de Lumières. Dentro de pedreiras fechadas – e com o pé direito extremamente alto – se encontra uma espécie de museu com projeções de artistas importantes mapeadas na pedra. Picasso, Chagall, Monet, Renoir, são alguns dos nomes cujas obras são ali expostas. O passeio é impressionante e extremamente interessante. Nunca vi nada igual! Em Paris existe um espaço semelhante, o Atelier des Lumières, mas não se compara à magnificência das Carrières de Lumières.

 

FÁBRICA DA L’OCCITANE E GORGES DU VERDON

Ainda pela região, outro passeio imperdível – especialmente no verão – é percorrer o cânion Gorges du Verdon, o maior da Europa.

Saindo de Aix-en-Provence, uma dica interessante para quem gosta da L’Occitane é parar em Manosque, onde fica a fábrica da marca. No caminho para Verdon, a parada também pode ser um programa interessante.

Chegando lá, percorrer as estradinhas que beiram o desfiladeiro do cânion é uma experiência única. As águas verdinhas do rio Verdon passando em meio às montanhas são um convite para a prática do caiaque. Durante o verão, você encontrará muitos moradores da região e turistas fazendo a atividade.

Outro ponto de parada obrigatório durante o caminho é o vilarejo Moustiers-Sainte-Marie, um dos mais bonitos do sul da França! Ali você encontra alguns restaurantes e belíssimas vistas da região.

 

AVIGNON, ARLES E ORANGE

Ainda a uma distância próxima de Aix-en-Provence, destaco três cidades que merecem ser visitadas: Avignon, Arles e Orange.

Avignon é uma das cidades mais conhecidas da região por abrigar o Palais des Papes, palácio que, por questões políticas, se tornou a residência dos papas no século XIV. Ali viveram 9 papas, até que sua residência se estabelecesse novamente no Vaticano.

Arles é uma cidade pequena, porém muito bonitinha. Seu morador mais ilustre foi Vincent Van Gogh, que retratou a Place du Forum, no centro da cidade, no quadro Terraço do Café. Outro local de destaque é anfiteatro da cidade.

Não muito distante e ainda menos conhecida, fica a cidadezinha de Orange, que abriga um teatro romano impressionante, que não deixa a desejar para o Coliseu, na Itália.

 

MARSEILLE

Por final, não poderia deixar de falar de Marselha, uma das cidades mais antigas da Europa e que abriga povos das mais diversas origens, por se tratar de uma área portuária em meio ao Mediterrâneo.

A cidade gera sentimentos contrários: ou as pessoas são apaixonadas pela cidade ou a consideram perigosa e suja, fora dos padrões europeus. Para mim, Marselha é um pouco de tudo isso. Ela possui áreas muito distintas. Os bairros do norte realmente são perigosos. A região central, próxima ao porto, concentra uma riqueza histórica impressionante. E as praias do Prado, região mais nova da cidade, me fazem lembrar a Califórnia. Independente disso, acho que a visita a Marselha é indispensável.

A igreja Notre Dame de la Garde, situada no topo do monte e que proporciona uma vista incrível da cidade e das ilhas de Frioul e do Château d’If (outro passeio super bacana!), é uma das mais interessantes da Europa. A região portuária do Vieux-Porté muito gostosa para um passeio. Dali você pode seguir a pé para o Forte Saint-Jean e entrar diretamente no MUCEM, um museu com uma arquitetura super interessante que exalta as artes do Mediterrâneo.

Após a visita ao museu, recomendo um passeio pelo bairro artístico Le Panier e, ao fim do dia, assistir ao pôr do sol no terraço do shopping Terrasses du Port. A vista é espetacular!

 

E aí, gostou das dicas? Essas são só algumas das programações que podem ser feitas na Provence. Por ali tudo é muito pertinho e eu realmente recomendo Aix-en-Provence como cidade-base. Você com certeza vai se encantar com tudo que ela tem a oferecer!

Se quiser conhecer a Côte d’Azur, onde ficam Cannes, Nice, Saint-Tropez e Mônaco, também é um pulo: menos de duas horas de carro de Aix. Se for para lá, não deixe de conhecer Villefranche-sur-Mer, outro local super fofo e escondido. Bon voyage!

Ler conteúdo completo
Indicados para você