Conecte-se

USD R$ 4,34

EUR R$ 4,84

GBP R$ 5,67

Bagno Vignoni (Divulgação)

Destinos

9 cidades termais para curtir o inverno na Itália

Em setembro, a Europa entrou entrou na estação de outono e frio já começa a dar as caras pelas cidades do continente.  Mas o que muitos turistas não sabem é que existem cidades na Itália que são verdadeiros redutos termais, com a temperatura da água podendo atingir os 87°C.

“Lugares onde os antigos gregos e romanos se banhavam com águas termais ainda existem. Além disso, podem ser ótimos destinos para curtir o inverno Europeu”, afirma a especialista em Itália, Ana Grassi.

De acordo com Ana Grassi, as cidades termais são lugares muito agradáveis e que misturam a rica história da Itália com a natureza exuberante de cada região. “Muita gente desconhece as propriedades das águas termais ou até mesmo não acredita que essas águas possam realmente curar. Porém, alguns centros termais fazem tratamentos para doenças sérias e por conta dos dados científicos relevantes, assim, com os resultados importantes proporcionados por essas águas termais, o governo italiano patrocina o tratamento de prevenção e cura para a população, explica a especialista.

Assim, ir à Itália pode ser uma excelente oportunidade para se banhar em fontes extremamente relaxantes e curativas. Dessa forma, em um mesmo passeio é possível fazer uma imersão histórica, conhecer monumentos maravilhosos, através de um clima mediterrâneo e perder o fôlego nas belas paisagens das cidades termais da Itália.

Para isso, a especialista separou nove cidades que podem ser exploradas no próximo inverno europeu. Enfim, para aproveitar o clima com temperaturas razoáveis e renovar as energias com as terapias termais.

Confira a lista dos destinos:

Montegrotto Terme (Divulgação)

Abano Terme

Localizado perto das cidades de arte, como Padova, Verona e Veneza, fica ao pé das belas colinas Euganeanas. A cidade é conhecida principalmente pelos SPAS e pelos recursos termais. Não é à toa que o lema da cidade diz “a cidade que cura”.

Montecatini Terme

No coração da Toscana, a poucos quilômetros da capital Florença. As águas desse território também são conhecidas pelas propriedades térmicas, mas existem muitas outras atrações que vão motivar uma viagem para a cidade.

Chianciano Terme

É considerada uma das zonas termais mais importantes de toda a Europa. E não seria diferente: são 5 parques com águas termais que se diferenciam pela composição de cada água e com diferentes indicações de tratamentos.

Bagno Vignoni

Se for viajar pelo Val d’Orcia, não deixe de incluir essa cidadezinha em seu roteiro. Além de muito charmosa, ela entra para essa lista por suas fontes termais. Inclusive, a praça principal de Bagno Vignoni tem águas quentes. Na verdade, a cidade toda foi construída ao redor de uma piscina enorme retangular que é cheia com águas termais.

Terme Pré-Saint Didier (Divulgação)

Montegrotto Terme

Quem vai explorar as ruínas romanas em Montegrotto Terme consegue imaginar como era o lugar nos tempos antigos. É tudo tão belo, que parece que a cidade sempre foi tida como SPA. Ela fica na mesma região que Abano Terme e integra essa lista pelas águas termais.

Rapolano Terme

Bem-estar sempre foi uma palavra comum nesse lugar. Isso se deve às fontes termais e aos estabelecimentos presentes na cidade. Nas piscinas cobertas e as abertas, a temperatura das águas pode chegar a 39°C. Enxofre e bicarbonato de cálcio são os elementos que enriquecem as fortes águas termais de Rapolano.

Terme di Sirmione

As águas termais de Sirmione são conhecidas por curar males desde a época do Império Romano. A cidade fica em uma península do Lago di Garda e só esse já deveria ser um bom motivo para conhecê-la.

Terme Pré-Saint Didier

As propriedades tonificantes das fontes são conhecidíssimas pelo mundo todo. Ou seja, a pequena cidade fica aos pés do Mont Blanc, o que talvez explique as paisagens alpinas de tirar o fôlego. Se banhar em um dos centros termais de Pré-Saint-Didier, durante o inverno, é se ver em uma espécie de ofurô, imerso em água rica em propriedades curativas e rodeado pela neve que toma conta da região.

Bagni Vecchi di Bormio

A cidade parece fazer parte de um penhasco, como um mosteiro grego. Passando pelo agradável Lago Como, onde a natureza parece mais uma obra de arte, e subindo a pitoresca Valtellina até o canto mais alto da Itália, chegamos até os velhos banhos de Bagni Vecchi di Bormio.

Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter

Inscreva-se e fique em dia com as principais notícias do setor